O Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), António Cunha, reuniu esta terça-feira, dia 04 de maio com a Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega (CIMAT) e presidentes dos 6 municípios, em Boticas.  

Este encontro faz parte de um conjunto de reuniões de trabalho que a presidência da CCDR-N agendou, para auscultar os presidentes dos municípios das oito entidades intermunicipais do Norte, sobre os instrumentos de financiamento para a Região, no âmbito do PORTUGAL 2030 e do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), e a aceleração da execução do atual pacote de fundos estruturais, no âmbito do programa NORTE 2020, que deverá encerrar-se em 2023. 

No final da reunião, António Cunha destacou que a região do Alto Tâmega alcançou investimentos de mais de 200 milhões de euros no Portugal 2020, onde cerca de 800 projetos receberam, até ao momento, apoios dos fundos europeus

No atual ciclo de financiamento comunitário, a sub-região do Alto Tâmega regista um total de 800 projetos aprovados. A maior fatia é destinada ao investimento público, mas o investimento empresarial ascende já a 40% do total apoiado’’, acrescentou. 
 

Para o Presidente da CCDR-N, estes encontros com as entidades intermunicipais são um “exercício de concertação estratégica muito importante”, por estarem associados a um “momento decisivo” na execução do atual ciclo de fundos estruturais e de definição do Portugal 2030. Para António Cunha este é o grande desafio: acelerar a execução dos projetos contratualizados no NORTE 2020, “sem perder um euro que seja”, ao mesmo tempo que preparam o próximo ciclo de ajudas comunitárias para o NORTE 2030 e os demais programas do Portugal 2030. 

 

+ INFO em: https://www.altotamegaemrevista.pt/