Rita Marques, Secretária de Estado do Turismo, aproveitou a passagem pela região, no passado dia 5 de junho, para fazer uma visita espontânea ao Posto de Turismo do Alto Tâmega.

Num périplo pela Estrada Nacional 103, Rita Marques, visitou alguns dos municípios abrangidos pela mesma, sendo que no território do Alto Tâmega, a visita começou pelo concelho de Boticas e depois por Chaves, onde aproveitou para visitar o Posto de Turismo do Alto Tâmega, terminando no concelho de Valpaços.

Sobre a visita da representante do Governo, o primeiro secretário executivo da Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega (CIMAT) – Ramiro Gonçalves, explicou que como  “o Posto de Turismo do Alto Tâmega está no âmbito da estrada (N103), e sendo um projeto supramunicipal, que faz uma promoção integrada de todos os produtos turísticos do Alto Tâmega, a senhora secretária de Estado também quis estar presente para voltar a visitar o espaço, perceber como estão a decorrer as dinâmicas e para perceber também um pouco daquilo que é o nosso feedback de que temos cada vez mais turistas a visitar este posto de turismo”, que no mês de junho contabilizou cerca de 2000 mil visitantes.

Rita Marques teceu vários elogios, tanto à infraestrutura, como ao trabalho conjunto desenvolvido pelos seis municípios do Alto Tâmega, nesta concertação turística que tem seguido o plano estratégico delineado para a Região. “Fico agradavelmente surpreendida por estes territórios se terem juntado e terem desenvolvido esta infraestrutura comum em prol também de um território único. Temos aqui uma oferta muito diversificada”.

Também o presidente da Câmara Municipal de Chaves, Nuno Vaz, esteve presente para receber a secretária de Estado do Turismo e destacou que este posto de turismo “é um projeto singular que simboliza a vontade e o querer coletivo de toda uma região, que é o Alto Tâmega. Há aqui de facto uma vontade comum dos seis concelhos, uma estratégia comum de afirmação do Alto Tâmega como território da água e do bem-estar”.

Ramiro Gonçalves acrescentou, ainda, que é vontade do território promover, para além da Nacional 2, que já atrai muita gente para a região, promover também “mais duas estradas: a N103 e a N213 que são estradas muito importantes para nós (…). O território tem muitas coisas para oferecer, nos diferentes 6 municípios do Alto Tâmega (…) e foi sobretudo para perceber essas mesmas dinâmicas e para nos felicitar pelo trabalho que está a ser realizado que é um trabalho, como nós sabemos, inigualável no país porque é o único sítio no país onde temos um Posto de Turismo supramunicipal, onde os 6 municípios participam com partes iguais, o que é para nós um grande orgulho”.