aquavalor

No âmbito da candidatura ao Concurso NORTE-59-2019-30, da tipologia “Recursos Humanos Altamente Qualificados”, esta foi aprovada e comparticipada a 100%, o que corresponde a um total de 1.061.218,8€.

Aprovada a candidatura que tinha por objetivo dotar a AquaValor – Centro de Valorização e Transferência de Tecnologia da Água – de Recursos Humanos Altamente Qualificados, a associação torna agora público que reúne as condições necessárias para contratar recursos humanos para 8 postos de trabalho, por 3 anos.

As vagas que aguardam por ser preenchidas são as seguintes: 1 Licenciado em Gestão/Marketing; 1 Mestre em Engenharia Informática; 1 Mestre em Química/Bioquímica; 1 Mestre em Microbiologia; 1 Doutorado em Informática; 1 Doutorado em Ciências da Saúde; 2 Doutorados em Microbiologia/Química/Bioquímica.

Segundo, Fernando Queiroga, presidente desta Associação, estes recursos humanos altamente certificados, visam “promover a investigação e, eventualmente, também criar produtos com base neste tema da água. Naturalmente que também se deve melhorar os que existem. Quando falamos em novos produtos falamos de consumo, de produção, cosméticos, até mesmo a questão dos tratamentos que podem ser diferenciados.”. Pretende-se “gerar valor na região com os produtos que temos, melhorando-os, e acima de tudo, e esse é que é o chapéu que estes seis municípios pretendem, a fixação de ativos e a capacitação das suas valências”.

Recorde-se que o AquaValor é uma associação (privada sem fins lucrativos), formalizada a 22 de novembro de 2018, liderada pela Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega (CIMAT) e pelo Instituto Politécnico de Bragança (IPB) e envolve 26 associados.

Atua, essencialmente, em torno da temática da água, nas suas várias vertentes (turismo, agricultura, termas e energia), enquanto valor distintivo/identitário, agregador e potenciador de crescimento económico na região do Alto Tâmega.

“A água é um elemento comum e importante aos seis municípios do Alto Tâmega (Boticas, Chaves, Montalegre, Ribeira de Pena, Valpaços e Vila Pouca de Aguiar) e, neste sentido, esta é a nossa marca identitária, que une em uníssono os seis concelhos (…) está ligada à agricultura, ao consumo, que temos excelentes águas na região, como a de Carvalhelhos, Campilho, Vidago, e Pedras Salgadas, como nos tratamentos, e também na produção de energia hídrica. A água é, portanto, um tema comum e este foi o elemento unificador” referiu Fernando Queiroga.

Para além desta, aborda áreas complementares, tais como: inteligência analítica e competitiva, tecnologias de informação e comunicação, gestão e marketing, serviços acreditados de análise físico-química e microbiológica, laboratórios de investigação e inovação em bioensaios, desenvolvimento de cosméticos e cosmecêuticos, alimentos funcionais e nutracêuticos (baseados em recursos endógenos), geotermismo e turismo de natureza. Para complementar estas áreas, atua ainda, na Capacitação de Recursos Humanos Altamente Qualificados, nomeadamente, mestrados e doutoramentos, bem como Cursos Técnicos Superiores Profissionais e Cursos de Formação para operacionais de turismo, hotelaria e restauração.

Com isto, a AquaValor trabalha para a fixação de ativos especializados e atração de novos recursos humanos qualificados para a região, dinamizando o tecido empresarial e o contexto socioeconómico e cultural, e capacitando a região com novas valências. Aliado a estas ações, colmatará a inexistência a nível nacional e internacional de um Observatório nas áreas visadas, e a ausência de um Laboratório acreditado, especializado e multidisciplinar no estudo e na avaliação da qualidade das águas minerais, bem como debilidades existentes no âmbito da formação e da qualificação dos recursos humanos no setor das águas minerais e áreas afins.

Os interessados em submeter candidatura a estes postos deverão aceder ao site do AquaValor (https://www.aquavalor.pt), onde poderão consultar os editais com toda a informação sobre a mesma.