imagem de carvalho

“CONSERVAÇÃO DE 2 HABITATS MAIS EMBLEMÁTICOS PRIORITÁRIOS NA REDE NATURA DO ALVÃO/MARÃO”

Código: 000024

Programa: “Conservação da Natureza e da Biodiversidade – Apoio a projetos no âmbito da conservação da natureza”

Tipologia: 3.2 – Projetos que se insiram nos objetivos do presente Aviso e que que não tenham sido objeto de apoio do LIFE.

Aviso n.º: 7563/2018

Valor Global do Projeto: 104.880,00€

Investimento Elegível: 104.880,00€

Montante a Financiar: 99.636,00 €

Taxa Co-financiamento: 95%

Fonte Financiamento: Fundo Ambiental

 

Beneficiários:

CIMAT – Comunidade intermunicipal do Alto Tâmega (Parceiro, Líder do Consórcio)

Biomater – Ambiente, Sustentabilidade e Conservação da Natureza, Lda. (Parceiro)

BFA – Baldios da Freguesia de Alvadia (Parceiro)

 

Objetivos Principais:

1- O projeto pretende melhorar o estado de conservação de 2 dos habitats mais emblemáticos presentes no sítio rede natura do Alvão/Marão, nomeadamente o habitat 9230

– Carvalhais galaico-portugueses de Quercus robur e Quercus pyrenaica, e o Habitat 4020

– Charnecas húmidas atlânticas temperadas de Erica ciliaris e Erica tetralix.

Estes 2 habitats fazem parte do Anexo I da Diretiva Habitats.

O estado de conservação destes 2 habitats em Portugal é desfavorável, com base nas informações mais recentes disponíveis a nível comunitário.

O habitat 4020 é um habitat prioritário.

O habitat 9230 é, porventura, um dos habitats que em Portugal mais biodiversidade suporta, sendo um habitat fundamental na conservação de um número elevado de espécies, onde se incluem diversas espécies ameaçadas e de interesse comunitário (Anexos das Diretivas Habitats e Aves), quer de flora, quer de fauna, desde invertebrados a grandes aves e mamíferos.

2- O projeto pretende igualmente favorecer diretamente algumas espécies de flora e fauna associadas aos habitats a recuperar (4020 e 9230), com incidência em espécies raras ou dos Anexos da Diretivas Habitats e Aves e num estado de conservação desfavorável.

Assim, pretende-se implementar medidas que beneficiem e contribuam para a melhoria do estado de conservação de por exemplo Gentiana pneumonanthe e Veronica micrantha, no caso de espécies botânicas; Maculinea alcon e Lucanus cervus, no caso de invertebrados; Chioglossa lusitanica e Alytes obstetricnas, no caso de anfíbios; Lacerta schreiberi e Coronella austriaca no caso dos répteis; diferentes espécies de aves florestais e, indiretamente, algumas aves de rapina que podem alimentar-se de aves florestais; morcegos de hábitos arborícolas, como Barbastella barbastellus e Myotis emarginatus.

3- O projeto pretende recuperar ambientalmente uma área degradada, onde se observa perda expressiva de vegetação, fertilidade e solo, consequência de um ciclo apertado de incêndios muito intensos, tendo em vista a obtenção de uma nova área ocupada pelo habitat 9230.

4- O projeto pretende reduzir algumas das principais causas para a existência de fogos ilícitos na serra do Alvão, uma vez que a elevadíssima frequência de incêndios de verão, intensos e de grandes dimensões é, sem quaisquer dúvidas, uma das principais causas para a perda da biodiversidade e degradação dos habitats na serra do Alvão.

5- O projeto pretende contribuir para a valorização socioeconómica da região onde será implementado, dinamizando diversos eventos/atividades e promovendo intercâmbio de conhecimentos, contribuindo igualmente para a sustentabilidade e continuidade das soluções e medidas ensaiadas.

 

barra de apoios fundo ambiental