A Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega (CIM-AT) é um agrupamento de municípios, constituída por seis concelhos: Boticas, Chaves, Montalegre, Ribeira de Pena, Valpaços e Vila Pouca de Aguiar.

A CIM-AT constitui-se como unidade administrativa do Alto Tâmega, a que corresponde a NUT III do Alto Tâmega, regendo-se pela Lei n.º 75/2013 de 12 de setembro, pelos seus estatutos e pela demais legislação aplicável.

A Comunidade Intermunicipal tem como principais atribuições a promoção, planeamento e implementação de estratégias de desenvolvimento económico, social e ambiental neste território.

Ao longo dos últimos anos, a CIM-AT assumiu uma intervenção cada vez maior na perspetivação e definição de estratégias integradas de desenvolvimento em todos os Municípios associados, com a implementação de uma série de iniciativas e projetos, cujas vantagens são bem visíveis para a Região e devem ser louvadas.

A dimensão da CIM do Alto Tâmega é reveladora do potencial que esta extensão sustenta. Notável no caráter das suas gentes, na pluralidade da paisagem, na abundância e riqueza patrimonial e numa incontestável aptidão para gerar produtos de excelência.

Assumindo como linha orientadora esta abordagem ao desenvolvimento territorial, a CIM-AT tem vindo a trabalhar no sentido de promover os valores económicos, sociais, ambientais e culturais da região, de forma a fazer deste território uma região de excelência, reconhecida nacional e internacionalmente.

Foi nessa senda que fundámos a Associação AquaValor – Centro de Valorização e Transferência de Tecnologia da Água, que tem como principal objetivo diversificar, estimular e coordenar respostas às necessidades e aos desafios específicos identificados na área temática da água, com base em conhecimentos tecnológicos e científicos avançados, nomeadamente através do desenvolvimento de soluções tecnológicas inovadoras para melhorar a produção e capitalização de bens naturais e culturais, e produtos derivados.

Foi também com essa filosofia que avançámos para o projeto AgroValor, visando incorporar conhecimento e inovação nos produtos, assim como incrementar toda a cadeia de valor dos produtos endógenos do território do Alto Tâmega.

A nossa estratégia de desenvolvimento sustentável passa pela valorização dos traços identificativos do território, afirmando-o como um local que oferece uma qualidade de vida diferenciada, para residentes e turistas.

A nossa missão e o nosso compromisso é uno: Alto Tâmega, um território natural de bem-estar e de prosperidade.

 

 

O Presidente do Conselho Intermunicipal do Alto Tâmega

João Noronha