assinatura do protocolotodosContam

CCDR-N, Conselho Nacional de Supervisores Financeiros E CIM do Alto Tâmega promovem formação financeira da população do Alto Tâmega

A CIM do Alto Tâmega, a CCDR-N e o Conselho Nacional de Supervisores Financeiros (Banco de Portugal, Comissão do Mercado de Valores Mobiliários e Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões) assinaram hoje um protocolo de cooperação para a promoção da formação financeira da população do Alto Tâmega, integrado no Plano Nacional “TODOS CONTAM”.

O objetivo é “aumentar o nível de conhecimento da população”, explicou Elisa Ferreira, Vice-Governadora do Banco de Portugal. A responsável deu como exemplos casos práticos como o desconhecimento sobre as condições de contratos de habitação ou a compra de moeda eletrónica. “Se o consumidor não está informado, é muito difícil o papel do supervisor”, rematou, acrescentando a importância de formar técnicos nas autarquias para capacitar a população.

assinatura protocolotodosContam

Já o Presidente da CCDR-N, Fernando Freire de Sousa, destacou a importância da informação chegar aos 88 mil habitantes da sub-região do Alto Tâmega – que inclui os concelhos de Boticas, Chaves, Montalegre, Ribeira de Pena, Valpaços e Vila Pouca de Aguiar – incluindo os jovens, uma pequena minoria, e a população idosa.

“Os números da nossa demografia preocupam-nos, mas temos de capacitar ainda mais a população e cativá-la a ficar no território. Por isso estamos cá todos”, contrapôs Fernando Queiroga, Presidente da CIM do Alto Tâmega, no final da assinatura do protocolo de cooperação.

Pode consultar mais informação relativa a este protocolo de cooperação em www.ccdr-n.pt e também em www.todoscontam.pt